Grupo de Escoteiros do Mar Lauro Sodré

Dentre as importantes iniciativas da Sociedade Beneficente Maçônica Acácia, através da sua Loja Maçônica Acácia nº 3, filiada as Grandes Lojas do Estado do Rio de Janeiro, foi criado o Grupo de Escoteiros do Mar Lauro Sodré em meados do mês de Setembro de 1957, sendo seu 1º Chefe de Grupo Humberto Maia Gomes, filho do nosso ir.: Newton Maia Gomes,  Chefe de Tropa, com 2 Patrulhas, João Fernando Fernandes. Uma Alcatéia com 6 Lobinhos, chefiados pela Akelá Cecília e a Baguera Rosa Maria Rossi.

Posteriormente por motivo da mudança do Chefe João Fernando para Arraial do Cabo, a chefia do Grupo passou para os então não Maçons, Célio Botelho e como chefe de Tropa Nelson Ferreira Cavalcanti. Célio Botelho iniciou-se Maçom em março de 1962 e até hoje faz parte do quadro da Loja Acácia. Com o crescimento do Grupo devido o prestígio conseguido junto as sociedades civil e escoteira, passamos a contar com novos chefes, como Arnaldo Gomes da Silva, filho do ex-venerável João Gomes da Silva chefiando a Tropa de Juniores, Paulo Roberto Correa Gomes, sendo este um excelente timoneiro e instrutor de marinharia escoteira. Participou do Acampamento Internacional de Porto Alegre, no Parque Saint Hillaire, onde conseguiu a Insígnia de Honra na primeira inspeção de campo pelo Escoteiro Chefe e sua Comissão, e a manteve até o último dia do acampamento. O Grupo da Loja Acácia era reconhecido pelo alto grau de adestramento e disciplina o que o levava a ser sempre convidado pelo Forte do Gragoatá para a mudança e incineração da Bandeira Nacional em seu dia, assim como as atividades solenes realizadas no antigo Palácio do Ingá, sede do Governo Estadual.

 A resenha escoteira do Grupo de Escoteiro do Mar Lauro Sodré jamais apontou um desvio de conduta de qualquer de um de seus escoteiros. Dentre eles podemos contar com os “meninos” Ricardo Santos, hoje engenheiro na NASA, Ricardo Pereira, músico em Paris, entre outros vitoriosos.